Como a Sua Pele Reage ao Uso de Cosméticos

Saiba Como a Sua Pele Reage ao Cosméticos

Presentemente já poucas são as mulheres que não fazem uso quase diário de cosméticos.

A esta moda já aderiu também o homem que a cada dia que passa se preocupa mais com a sua imagem.

É esta inquietação comum aos dois sexos que faz com que o uso dos cosméticos tenha aumentado drasticamente nos últimos anos.

No entanto, muitas são também as vezes que quer um, quer outro, fazem uso dos citados produtos sem a necessária preocupação de procurar o que mais se adequa ao seu tipo de pele.

Esta atitude pode ser bastante perigosa se não forem conhecidas as reacções que eventualmente possam surgir aquando da sua aplicação.

Mas, antes de sabermos quais são as possíveis reacções, convém que se tenha conhecimento de como é que elas acontecem.

substâncias químicas nocivas à saúde

Já não é novidade para ninguém que a presença de substâncias químicas nocivas à saúde estão espalhadas por todo o lado como é o caso do ar, dos alimentos e também dos cosméticos.

Quando uma destas substancias se encontra no corpo independentemente da forma como lá chegou, o sistema imunitário reage provocando uma “luta” contra o agente agressor.

A nível da pele, esta reacção traduz-se na grande maioria dos casos, por um processo inflamatório que pode ser classificado como leve até muito grave.

Os seus principais sinais consistem em rubor, prurido e edema.

Convém também alertar que no caso dos cosméticos a reacção pode ser mesmo muito grave uma vez que na maioria dos casos a sua aplicação se faz diariamente e esta pode aparecer somente após algumas aplicações.

A divisão destas reações pode ser feita em três grandes grupos.

  • Síndrome da irritação da pele – Neste caso, a pele apresenta uma irritação localizada e surge após algumas aplicações. Chama-se a isto de “irritação cumulativa”. Os esfoliantes são um bom exemplo dos produtos que provocam este tipo de reacção uma vez que são as microesferas neles existentes que vão provocar uma irritação mecânica pela fricção.
  • Síndrome da urticária pelo contato – Neste caso a reação baseia-se em eritema caraterizado por rubor e edema em consequência da acumulação de líquido sob a pele. Surge cerca de trinta ou sessenta minutos após a aplicação.
  • Reação de hipersensibilidade tardia – Esta surge em cerca de um por cento da população e é a chamada dermatite de contato. Neste caso surge na maioria dos casos no rosto, pescoço, mãos e axilas podendo nalguns casos surgir de forma mais generalizada.

Mulher entre muitas outras! --

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of