A idade ideal para ser mãe

Ter um filho é um passo importante na vida de um casal. E especialmente para a mulher, a decisão de ter filhos corresponde, por norma, a um dos momentos mais marcantes da sua vida.

De facto, muitas mulheres sempre sonharam e se imaginaram neste papel; a vontade de serem mães fazem parte da sua essência e identidade. E muitas vezes é também um sonho construído pelo casal, à medida em que a sua relação avança e os laços se fortificam.

Mais do que a idade ideal (e as questões de saúde que esta influencia), a mulher tem de analisar as várias áreas da sua vida e perceber se é ou não o momento certo para começar a aumentar a sua família. A mulher deve então, sentir-se emocionalmente preparada para esta nova fase. Como futura mãe, precisa de maturidade para assumir todas as responsabilidades e se dedicar plenamente ao seu filho.

Uma gravidez desejada e planeada, juntamente com uma alimentação bem equilibrada, algum exercício físico à mistura e acompanhamento médico terá tudo para se tornar um momento muito feliz, saudável e especial para a mulher, independentemente da sua idade.A-idade-ideal-para-ser-mae

Período aconselhável para engravidar

Não existe uma idade específica para se ser mãe, mas existe um período a ter em consideração, no qual o corpo da mulher se encontra no auge da fertilidade. Este período aconselhável para engravidar varia entre os 25 e os 35 anos.

Porém, hoje em dia e graças aos avanços da medicina, muitas mulheres engravidam a partir dos 35 anos sem grandes problemas ou riscos e conseguem viver uma gravidez calma e segura. No entanto, os problemas e os riscos existem e não deverá ignorá-los totalmente: a verdade é que quanto mais tempo esperar para engravidar, mais complicado poderá ser. Assim, à medida em que a sua idade avança, as probabilidades de fecundação diminuem e as hipóteses do seu filho nascer com problemas aumentam.

Mas atualmente é bastante normal que a mulher prefira adiar um pouco mais o momento de ter filhos. E os motivos são diversos. Os estudos prolongam-se por mais tempo, existe uma maior necessidade de se dedicar intensamente à carreira, entre outras coisas. Assim muitas mulheres só se sentem prontas e decidem ser mãe quando têm a sua vida profissional e financeira segura e uma vida amorosa estabilizada. Desta forma, sentem que possuem finalmente um ambiente familiar com boas condições para receber a criança da melhor forma possível.

Quando é demasiado cedo para ser mãe

Enquanto muitas mulheres decidem adiar o momento de terem filhos, há por outro lado, adolescentes que se tornam mães demasiado jovens, sem isso estar nos seus planos.

Numa época em que vida sexual se inicia cedo e muitas vezes o sexo é visto como uma atividade vulgar, muitos jovens casais não estão preparados para o fazer da forma correta e madura. Assim, e mesmo com toda a informação existente, a imprudência resulta muitas vezes numa nova vida gerada por uma mulher demasiado jovem.

O corpo de uma adolescente não está preparado para todas as mudanças que uma gravidez implica, tal como a sua mentalidade a adolescente passa então por uma fase de adaptação em que deixa de ser apenas filha para passar a ser também mãe, responsável pelo seu próprio filho.

Uma mãe adolescente e solteira encontra-se numa situação intensa, onde entra o choque, medo, dor, dúvida e até o desespero. Ao contrário das suas amigas que se preocupam com as notas da escola, as roupas e as paixonetas, a mãe adolescente centra-se numa nova criança e enfrenta grandes mudanças na sua vida.

Mulher entre muitas outras! --

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar
  Subscribe  
Notify of