Dieta macrobiótica

dieta macrobiótica não é apenas um regime alimentar, mas sim toda uma verdadeira filosofia de vida. Assim, a mulher que adote esta dieta não se limita a perder peso ou a manter-se em forma, mas também ganha um novo modo de ver e de estar no mundo.

Em geral, a dieta macrobiótica dá um maior ênfase a alimentos naturais e saudáveis, provenientes da região e preparados de maneira mais tradicional. O objetivo é que a mulher consiga alcançar o equilibro do seu organismo para viver em harmonia.

A estrutura da dieta macrobiótica mistura-se um pouco com a dieta vegetariana ou mesmo com a dieta biológica. Mas a dieta macrobiótica tem uma ideia muito própria: ela segue a filosofia do equilíbrio entre Yin e Yang – em que cada alimento é agrupado segundo as suas características. Assim, os alimentos Yin são frios, doces e passivos enquanto os alimentos Yang são quentes, salgados e agressivos e é necessário ter em conta que alguns alimentos são proibidos nesta dieta por prejudicarem o equilíbrio e a harmonia desejados.

Como sabe esta dieta não é propriamente uma novidade de facto é uma dieta algo antiga, com origem no Oriente. De qualquer forma, é uma dieta que continua a fazer sentido hoje em dia e se mantém ainda muito atual.
Dieta-macrobiótica

Os bons e os maus alimentos segundo a dieta macrobiótica

Na dieta macrobiótica existem alguns alimentos considerados bons e outros maus ou seja, alimentos aconselhados e desaconselhados para que a mulher consiga chegar ao equilíbrio desejado não apenas emagrecer, mas ter um corpo e uma mente sãs.

Dos alimentos aconselhados salientamos grãos, feijões, sementes, vegetais, frutas, sopas, peixes, nozes, entre outros. Em geral são bem-vindos os produtos integrais, alimentos provenientes da região (até porque se a sua origem for muito distante utilizam-se métodos de conservação indesejáveis), frutas e legumes da época, temperos e condimentos sem aditivos químicos, sal marinho integral, etc.

Em relação aos alimentos desaconselhados temos carnes gordas, produtos lácteos, café, açúcar, bebidas alcoólicas, farinha refinada.. Em geral, alimentos industrializados (tais como doces, açúcares, conservas, enlatados, refrigerantes), produtos cultivados com produtos químicos e inseticidas, temperos e condimentos com aditivos químicos, etc.

Se é uma mulher interessada em seguir esta dieta, não é necessário que o faça de um modo radical. Uma boa forma de adotar a dieta macrobiótica é começar devagar e gradualmente passe a introduzir alguns destes princípios na sua alimentação diária nomeadamente consumir menos alimentos processados e industrializados e aos poucos, vá adicionando mais grãos, sementes, verduras… Com o tempo, conseguirá mais facilmente adotar corretamente esta dieta e comprovar os seus resultados.
bons-maus-alimentos-dieta-macrobiótica

Os pontos positivos e negativos nesta dieta

Começando com os pontos positivos, a dieta macrobiótica defende uma redução muito significativa do consumo de alimentos industrializados e processados, o que pode evitar certos problemas de saúde nomeadamente a obesidade, a hipertensão arterial, o colesterol, etc.

Simultaneamente é uma dieta que incentiva a mulher a preferir alimentos naturais e mais saudáveis, o que lhe provoca uma maior sensação de bem-estar consigo mesma, com o seu corpo e mesmo com o resto do mundo. Na realidade esta dieta incorpora uma forma bem natural e muito positiva de encarar a vida o que é sempre muito benéfico.

O grande ponto negativo centra-se nas limitações que esta dieta impõe. No fundo, a dieta macrobiótica acaba por não permitir uma alimentação verdadeiramente completa e equilibrada, pois não inclui todos os grupos alimentares nas quantidades necessárias.

Por exemplo, ela não pressupõe o consumo de lacticínios, o que pode levar a uma falta de cálcio capaz de originar osteoporose.

Por tudo isto, é aconselhável que a dieta macrobiótica seja antecedida por uma opinião de um nutricionista, de forma a que a mulher consiga emagrecer como pretende, mas sem correr o risco de sofrer grandes carências de nutrientes que podem prejudicar muito a sua saúde.

Mulher entre muitas outras! --

Deixe um comentário

avatar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notify of