Dermatite da fralda

Sendo a pele do bebé fina e frágil, tem maior tendência a desidratar-se e o seu sistema imunitário é mais imaturo. Consequentemente é uma pele mais sensível às agressões e mais difícil de reparar dos danos.

A zona da fralda é especialmente vulnerável.

A dermatite da fralda pode ser prevenida. De seguida deixamos alguns conselhos de como tratá-la.

O que é?

É uma lesão dermatológica muito comum da pele do rabinho do bebé.

Quais as suas causas?

  • Oclusão que provoca excesso de humidade
  • Fezes líquidas com pH alcalino
  • Contacto continuado da zona da fralda com as fezes e urina

Todavia, existem outros factores que também podem influenciar a dermatite da fralda, nomeadamente:

  • Primeira dentição: nesta fase as fezes contêm mais muco o que leva a um aumento da acidez, que por sua vez produz assaduras e vermelhidão
  • Mudanças na alimentação
  • Problemas gastrointestinais
  • Toma de antibióticos
  • Uso de toalhitas ou outros produtos com derivados de álcool ou substâncias perfumadas

Assim, deverá ter em conta alguns sinais e sintomas, tais como:

  • Assaduras, escoriações, vermelhidões
  • Sensibilidade na zona
  • Borbulhas com ou sem pus se a zona sobreinfetar por fungos ou bactérias – o bebé mostrar-se-á incomodado ao urinar e quando lhe faz a higiene

Como prevenir?

  1. É importante que a fralda tenha o tamanho adequado e não esteja demasiado apertada
  2. Areje a zona, tentando deixar o bebé sem fralda de vez em quando
  3. Fazer a higiene com um gel suave sem detergentes e sem perfume
  4. Aplicar um creme ou uma pomada protetora à base de óxido de zinco, de forma a evitar o aparecimento de dermatites, pelo que deve usá-las de forma preventiva ates do aparecimento da irritação
  5. Mudar a fralda frequentemente, de forma a manter a zona sem humidade e sem resíduos de urina e fezes

Como tratar?

  1. Arejar a zona e deixar o bebé sem fralda o máximo tempo possível
  2. Lavar a zona com água tépida e evitar os toalhetes
  3. Secar bem a pele ao ar e com uma toalha ou fralda de algodão com toques suaves, evite esfregar
  4. Tratando-se de uma dermatite ligeira, pode ser suficiente incrementar a frequência de aplicação de cremes ou pomadas à base de óxido de zinco
  5. Se a dermatite persistir, deverá consultar um médico para ser avaliada uma possível sobreinfeção por bactérias ou fungos ou mesmo uma dermatite de contacto. Nestes casos deverá considerar-se a aplicação de uma pomada com miconazol.

O bem-estar do bebé é a sua tranquilidade.

Mulher entre muitas outras! --

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of