Creme anti-rugas – o eterno dilema

O processo de envelhecimento envolve muitas alterações no aspecto feminino e leva a maior parte das mulheres a perguntar-se: qual é a idade certa para começar a usar o creme anti-rugas? Existem algumas discussões sobre o tema, até porque há ainda quem acredite que o creme anti rugas é mito e que os seus efeitos são nulos. Isso não é verdade. Um bom creme anti-idade contém propriedades, como o retinol, o Q10 e o colagénio, que são conhecidas pelos seus efeitos na pele: contribuem para a renovação celular, conferem-lhe uma nova elasticidade e preenchem as linhas de expressão.Creme anti-rugas – o eterno dilema

Quando usar creme anti-rugas?

Qual é, então, a idade certa para começar a usar estes cremes de rosto? Antes de tudo, convém saber distinguir aquilo que existe no mercado. São dois, os tipos de tratamento que pode encontrar: os de prevenção, que evitam o aparecimento das rugas e os que as pretendem corrigir. Tudo depende, assim, da faixa etária onde se encontra e do estado actual da sua pele. É recomendado, por vários especialistas, que se inicie o tratamento contra o aparecimento de rugas a partir dos 24 anos. Usar um creme anti-rugas bem cedo, pode, realmente, prevenir o aparecimento precoce das rugas. Fazê-lo a partir dos 30, pode significar fazê-lo tarde demais, pois as rugas de expressão já começam a aparecer. Existem alguns cremes indicados, especificamente, para prevenir o aparecimento dos primeiros sinais de envelhecimento da pele. Aliado a esse creme, deve estar sempre o protector solar. Ao contrário do que se pensa, o sol acelera o envelhecimento da pele, por isso, a protecção solar diária, esteja sol ou chuva, é fundamental.

Se já ultrapassou essa idade e já tem algumas rugas no rosto, então deverá procurar um creme ou tratamento que corrija essas linhas de expressão. Escolha cremes com colagénio, hidratantes e clareadores de manchas e marcas. O protector solar continua a ser importante e não pode faltar na sua rotina diária.

Partilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter