Cozinhar com as crianças

Tornar as crianças os seus pequenos ajudantes de cozinha proporciona momentos únicos passados entre pais e filhos. Mais do que preparar e confecionar alimentos, cozinhar com as crianças significa tempo de qualidade em família.

Incentivar a participação dos seus filhos no preparo de refeições é uma ideia tanto divertida como didática. As crianças adoram meter a mão na massa e o universo culinário cativa-as desde cedo. Sentirem que podem ajudar a mãe ou o pai a criar algo muito saboroso e especial, enche-lhes de alegria e entusiasmo.

Mas para além disso, os pequenos cozinheiros têm a oportunidade de aprender coisas novas e desenvolver capacidades tanto físicas quer cognitivas. As experiências culinárias contribuem para as noções de responsabilidade e de organização da criança e também noções de matemática.

Assim, a cozinha oferece um mundo de descoberta e diversão para os seus filhos, desde que tudo seja feito com cuidado e segurança.

Enquanto mãe terá também a oportunidade para ensinar ao seu filho algumas das principais regras a cumprir na cozinha. Tal como lavar as mãos antes de mexer nos alimentos, afastar-se do forno e do fogão, não utilizar objetos cortantes, colocar um avental para não sujar a roupa, arregaçar as mangas e prender o cabelo… Todos estes procedimentos e cuidados são importantes para tornar esta atividade mais segura e bem realista.Cozinhar-com-as-crianças

Tarefas a desempenhar consoante a idade da criança

É importante não deixar os mais pequenos fazerem tudo simplesmente porque querem muito ajudar. Nem todas as tarefas na cozinha são apropriadas para qualquer criança, até porque algumas destas tarefas podem-se tornar muito perigosas. Assim, estabeleça o que o seu filho pode ou não fazer consoante a sua idade e esteja sempre presente e atenta. Deixe todos os equipamentos perigosos fora do alcance das crianças, pelo menos até ter a certeza que elas já têm idade e preparação para usá-los com segurança.

Os mais pequenos (em geral a partir dos 3 anos) podem: lavar diversos ingredientes;  juntar ingredientes já preparados seguindo a sua orientação, misturar a massa do bolo com uma colher de pau; amassar; ajudar a encher as formas com uma colher; decorar o bolo à sua maneira etc.

Os mais velhos (em geral a partir dos 7 anos) já podem fazer outras coisas mais complexas, tais como: medir e pesar os ingredientes; partir, separar e bater os ovos com a ajuda de uma varinha manual barrar os bolos com a cobertura própria; untar as formas dos bolos; ou simplesmente ler as receitas em voz alta o que também é uma ajuda importante.

Crianças na cozinha para preparar o Natal

Envolver a pequenada na cozinha principalmente em ocasiões especial como o Natal é ainda mais emocionante tanto para as crianças como para os pais.

Os pequenos ajudantes podem contribuir muito para uma mesa natalícia cheia de iguarias deliciosas e especiais. E sendo o Natal é uma época para ser vivida com a família, esta atividade culinária com as crianças ganha ainda mais relevância do que em qualquer outra altura. Na verdade, ao incluir os mais pequenos nas preparações de um Natal alegre e em família, está também a espalhar o espírito natalício por toda a casa. E cozinhar com os seus filhos nesta época pode facilmente tornar-se uma boa tradição familiar.

Assim, com os aventais e os chapéus de cozinheiro que neste caso podem ser substituídos por um barrete de Pai Natal coloquem músicas natalícias para criar um ambiente inspirador e adequado e comecem por ler a receita. Na realidade, existem tantas receitas de doces de Natal, que será difícil escolher o que fazer.

E lembre-se que no final é preciso lavar a loiça que foi usada e deixar a cozinha limpa. Peça também a participação dos seus filhos nesta parte, para que aprendam e respeitem todas as fases do processo culinário.

Partilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter