Como começar a meditar

 Existem várias técnicas para meditar, mas todas têm o mesmo proposito: Relaxar e conectar-se. Siga o guião básico para o inicio da “viagem”.

1 – Marque um horário

Antes de tudo, é essencial criar uma rotina. Sabia que, segundo os especialistas, bastam 21 dias para que o seu cerebro crie um hábito. Eleja uma hora em que esteja livre e mantenha esse horário. Pode ser de manhã, antes de iniciar o seu dia, ou à noite, antes de se deitar. Ou aproveite a pausa do almoço e dedique 15 minutos à meditação. Lembre-se que pode, naturalmente, ir aumentando o tempo. Não ter expectativas é o melhor bilhete para esta viagem.

2 – Escolha um local tranquilo

O local onde vai meditar deve ser sossegado, um sitio que considere relaxante. Para os iniciados, é importante que o lugar escolhido tenha o minimo de perturbações exteriores, seja barulho ou movimento. A sua casa pode ser uma boa opção, assim como um parque tranquilo.

Ouvir uma musica calma, existem Cds próprios para meditação, ajuda.

3 – A posição certa

Aquela posição de lótus, em que as pernas estão cruzadas e os pés pousados em cima das coxas, não é para todos! Mas não se preocupe. O que interessa é que esteja confortável, deixando o seu corpo moldar-se à posição que ele queira tomar. Portanto, se preferir deitar-se no sofá, faça-o ou então sente-se numa almofada ou no chão, permitindo que a coluna fique direita, o que ajuda na respiração.

4 – Respire e siga viagem

Mantenha os olhos semicerrados ou feche-os, mas sem pressão. Respire profundamente, de forma a sentir o ar a entrar nos pulmões e a invadir o abdómen. Expire lentamente. Mantendo o ritmo, cada vez mais relaxado e leve, concentre-se em cada parte do seu corpo.

Primeiro nos dedos, depois nos pés, pernas, joelhos, barriga, rabo, peito, braços, rosto… Imagine, então, que uma luz (da cor que quiser)a invade e se funde com o seu corpo. Que a protege e lhe dá energia.

5 – Quando a mente não pára

Provavelmente, durante este processo vão surgir-lhe pensamentos, por impulso e sem nexo. Vai pensar em coisas do dia-a-dia, nas suas obrigações… Não faça esforço para os manter afastados. Deixe-os aparecer, aceite-os e eles, naturalmente, desaparecem. Fluir requer treino. Verá que, com a prática, cada vez menos ideias lhe assaltarão a mente.

6 – Aprecie o silêncio e o vazio

Quando atingir um estado de relaxamento pleno, vai encontrar o silêncio e o vazio. Neste estado, pode simplesmente saborear a quietude, a liberdade, o agora. Ou pode aproveitar para atingir um objectivo, inserindo uma ideia no subconsciente.

7 – O regresso à Terra

Quando quiser finalizar a sessão de meditação, volte a centrar-se no seu corpo. Visualize-o na posição em que está, abra os olhos lentamente e olhe à sua volta. Vai ter vontade de se espreguiçar, faça-o e agradeça a si mesma o momento que acabou de viver.

Mulher entre muitas outras! --

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of