Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Alisamento Japonês

O alisamento Japonês, também conhecido por misuque ou escova definitiva surgiu inicialmente na Turquia, no entanto foi através de um cabeleireiro Japonês que esta técnica ganhou fama e se expandiu por todo o mundo, fazendo hoje parte das competências de muitos cabeleireiros.
Este tratamento surgiu com intuito de proporcionar às mulheres, um cabelo liso e brilhante todos os dias sem que para isso seja necessário despender muito tempo.

Quando o alisamento Japonês surgiu no mercado, não estava ao alcance de todas as carteiras, uma vez que  o seu preço era extremamente elevado para o salário médio nacional, contudo com o passar do tempo o custo deste tratamento tem vindo gradualmente a diminuir, variando entre os noventa aos quinhentos euros, tendo em conta não só o local onde é realizado, como também o tipo e quantidade de cabelo, estando hoje ao dispor da generalidade das mulheres que pretendem um cabelo liso e brilhante por mais tempo.

No caso de o seu cabelo ser crespo, muito ondulado ou aparentando alguns jeitos, este é muito provavelmente o tratamento ideal para si, e se antes o alisamento japonês só podia ser feito em cabelos saudáveis, que não tivessem descolorações e/ou tintas aplicadas, hoje em dia se tiver um cabelo descolorado ou com coloração poderá  alisar realizar este tratamento, uma vez que não foi só o preço que se alterou com o tempo, a abrangência do alisamento japonês também evoluiu.
Alisamento-Japones

A importância de escolher um profissional com formação

Se está decidida a fazer um alisamento japonês, antes de começar o tratamento, deverá certificar-se que escolhe um profissional de qualidade, pois existem muitos cabeleireiros a fazê-lo sem qualquer tipo de formação e competências para o mesmo.

Este tratamento divide-se em várias fases, na primeira fase o seu cabeleireiro, deverá fazer um teste ao seu cabelo para verificar se possui a resistência necessária para efectuar o tratamento, neste será avaliada a porosidade, elasticidade, e textura  dos fios do cabelo, dado que este tratamento envolve produtos químicos muito fortes, que quando aplicados em cabelos muito danificados poderá acarretar consequências negativas, podendo este ficar seco, sem brilho e até ocorrer pequenas quedas de cabelo.

Após a realização do teste, caso o cabelo tenha a resistência necessária para efetuar o alisamento japonês, como primeiro passo de tratamento será aplicado um produto químico de preparação para o alisamento, num segundo passo será aplicada queratina, a qual terá como função alisar o cabelo, esta deve ser aplicada uniformemente para que  no final do alisamento o cabelo não apresente, no terceiro passo ainda com queratina no cabelo, o seu cabeleireiro irá esticar o seu cabelo com uma chapa térmica adequada para o alisamento japonês de modo a ficar o mais liso possível. Para finalizar o tratamento serão aplicados alguns produtos hidratantes no cabelo para evitar que este fique seco.

Em média após a realização de um alisamento japonês, o seu cabelo só irá necessitar de manutenção passado seis meses, passado este período deverá retocar a raiz do cabelo de modo a que este fique todo por igual. No que concerne ao tempo médio necessário para realizar um alisamento japonês, este deverá oscilar entre as quatro as seis horas, apesar da morosidade deste tratamento, tendo em conta que é realizado num só dia , sairá claramente a ganhar tendo em conta o tempo que iria passar no seu cabeleireiro nos próximos seis meses, caso não realizasse este tratamento.

Tenha um cabelo liso como sempre sonhou

Após a realização do alisamento japonês deverá ter alguns cuidados especiais com o seu cabelo, sobretudo nos primeiros três depois do alisamento, para que este tratamento apresente os melhores resultados possíveis, um cabelo liso e brilhante como certamente sempre desejou. Assim depois que precedem a realização deste tratamento não deve lavar o cabelo, nem tão pouco apanhá-lo ou atá-lo, uma vez que caso o faça podem surgir algumas manchas e inestéticos feitios no cabelo.

Ao fim dos três dias deverá começar a proceder à aplicação de produtos com propriedades hidratantes, recomendados pelos seu cabeleireiro, para que assim o seu cabelo continue não só liso, como também brilhante e sedoso. Esses que devem ser recomendados pelo seu cabeleireiro.

Tendo em conta a enorme importância que o cabelo pode ter na auto-estima de uma mulher, o alisamento japonês, apesar dos seus custos ainda hoje relativamente elevados, constitui-se como um pequeno luxo que todas as mulheres que desejam ter um cabelo liso e brilhante deveriam cometer.
cabelo-liso

Perigos do alisamento japonês

queda de cabelo e as queimaduras são algumas das consequências que puderam vir a surgir da união de produtos químicos com a passagem da placa térmica, pois este processo  envolve a ação de temperaturas entre os 120 e os 180 graus.

A utilização de formol no alisamento japonês dá ao seu cabelo um ar bonito e natural. Contudo, apesar desta vantagem, este produto poderá representar um perigo muito grave para a saúde de quem o aplica e de quem faz este tipo de alisamento. Este produto pode causar irritação nos olhos de quem esta a aplicar e pode causar intoxicação aguda com edema pulmonar  a quem se sujeita a este tratamento, devido à constante inalação de gases produzidas pelo formol, tendo assim como consequências dificuldades respiratórias, e paragens cardiorrespiratórias, podendo também ser responsável pelo aparecimento de bronquite, rinite e pneumonia. Caso o contacto com este produto tenha uma exposição muito prolongada poderá surgir hipersensibilidade, esta poderá originar dermatite, debilitação da visão e aumento do tamanho do fígado.

Porém as consequências de uma má utilização ou de um contacto frequente com este produto não ficam por aqui. Segundo a Organização Mundial de Saúde este produto poderá representar um risco muito elevado para o aparecimento de cancro da boca, nas narinas, nos pulmões, no sangue e na cabeça.

A utilização de produtos sem registo e com fórmulas desconhecidas são muitas das vezes utilizados por alguns cabeleireiros para efetuar o alisamento do cabelo, porém a utilização de produtos não recomendados pode levar a que os seus cabelos fiquem ressecados e quebradiços. No entanto é preciso salientar que nem todos os cabeleireiros são irresponsáveis ao ponto de utilizarem produtos não recomendados para determinados tratamentos. Existem muitos profissionais que utilizam produtos testados e registados pela Organização Mundial de Saúde, sendo estes de excelente qualidade.

Se quer ter um cabelo liso e sedoso procure um profissional de qualidade para que o resultado não seja um fracasso e nem venha a representar um perigo para a sua saúde.

Mulher entre muitas outras! --