A Criopreservação

Cada vez mais se ouve falar em criopreservação de células estaminais, contudo poucas são as pessoas que sabem o que significa ou para que serve.

A criopreservação ou crioconservação, é algo que tem vindo a ser cada vez mais utilizado, tendo uma grande taxa de sucesso quando ocorre algum tipo de problema de saúde onde estas possam vir a ser utilizadas.

Em que consiste a criopreservação de células estaminais?

A criopreservação, consiste em congelar as células estaminais a temperaturas muito baixas, cerca de -196 oC, mantendo assim todas as propriedades das mesmas.

Com este método a composição das células estaminais mantém-se inalterada durante um dado período de tempo, definido pelos pais, podendo assim ser utilizadas a qualquer momento.

Pode optar por recolher apenas uma amostra de sangue do cordão umbilical com células estaminais do bebé ou uma amostra de sangue do cordão umbilical com um pouco do tecido do próprio cordão.

A recolha destas amostras é realizada durante o parto, não tendo qualquer efeito secundário, nem para a mãe nem para o bebé, sendo que depois da recolha as amostras são enviadas para o laboratório escolhido pelos pais e ai ficarão armazenada até que os pais necessitem da amostra.

Quando a amostra chega ao laboratório são efetuados testes e análises para verificar se a amostra é viável para congelar e ser utilizada mais tarde.

Para que serve?

As amostras de células estaminais podem ser usadas nos seguintes tratamentos:

  • Transplantes;
  • Tratamento de doenças malignas do sangue: leucemia, doenças do sistema imunitário;
  • Algumas patologias genéticas e em algumas doenças raras.

Tendo armazenadas estas amostras poderá salvar a vida do seu filho um dia mais tarde.

Preços:

O preço da criopreservação varia de laboratório para laboratório, contudo rondam os seguintes preços:

Sangue do cordão umbilical: 900 € a 1000€

Sangue e tecido do cordão umbilical: 1550€ a 1700€

A estes valores acrescenta-se o valor do Kit que será utilizado, por norma mais 90€.

É importante realçar que caso esteja interessada em armazenar estas amostras, deverá contactar o laboratório pelo menos dois meses antes da data prevista para o parto, tendo assim tempo para tratar todos os papéis necessários.

Veja isto como um investimento para o futuro dos seus filhos e que poderá um dia salvar-lhes a vida.

Mulher entre muitas outras! --

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of